Nova avenida irá ligar Zona Norte à Zona Oeste de Vitória de Santo Antão

Visando desafogar o trânsito na Zona Norte do município, a Prefeitura da Vitória de Santo Antão deu início aos preparativos de uma nova rota para os moradores dos bairros do Cajá, da Pitada, Água Branca, Militina e adjacências, com acesso à Zona Oeste da cidade. Trata-se da Avenida Jorge Luiz, que vai interligar as localidades já mencionadas com a Avenida Professor José Augusto, via de acesso à Terra Preta, Bela Vista, ao IFPE e Outeiro.

Na manhã desta sexta-feira (25/02), o prefeito do município, Paulo Roberto, ao lado do vice, Edmo Neves, vereadores e secretários da gestão, esteve visitando o início da operação das máquinas que fazem a demarcação da via. “Temos uma área de grande valorização aqui, que futuramente podem chegar novos empreendimentos como bancos, supermercados, lojas, escolas, edifícios e afins. Precisamos desafogar o trânsito e fazer com que a nossa cidade ande, pois cresceu muito e o número de veículos aumentou expressivamente. Vai facilitar a vida do povo vitoriense”, destacou o gestor. A iniciativa é fruto de uma emenda parlamentar do deputado federal André de Paula.

Segundo Manoel Jorge, secretário de Serviços Públicos, a nova avenida possibilitará o tráfego em dois sentidos. “É uma via que se inicia em frente à Igreja de Água Branca, passa pelo terreno ao lado do parque de vaquejada Major Expedito e sai mais à frente, com a possibilidade de ir e vir. Além do tráfego veicular, o local também vai permitir a prática de esportes, com ciclovia, e terá lâmpadas de led em toda sua extensão”, concluiu.

O secretário de Governo, Mano Holanda, propositor da nomenclatura quando vereador, diz se tratar de uma homenagem merecida. “Jorge Luiz é um garoto que morreu há alguns atrás, filho do empresário Roberto Urquiza e Diva Urquiza, sendo uma justa homenagem e um forma que nós encontramos de dizer muito obrigado a eles pela parceria que estão fazendo com a Prefeitura da Vitória para que essa grande avenida possa possibilitar o ir e vir dos moradores dessas localidades”, disse.

Skip to content